segunda-feira, 25 de abril de 2011

MUITO INTELIGENTE - Rogério Camargo

Uma criança muito inteligente
não é nem poderia ser adulta.
Sendo extraordinariamente culta
ainda tem a vida pela frente.

A discrepância de visão avulta
se é personagem e se chega à gente
simbolizando crítica mordente
à falta de percepção que insulta. 


Os exageros de uma sensatez
que só nos almanaques ganha vez
acaba aborrecendo, enfada, cansa.

Fosse possível claro perguntava
ao pouco de coerência que se escava:
quando é que tu vais ser uma criança?
21.04.2011

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...