Seguidores

Translate

Site Protegido

Protected by Copyscape Plagiarism Scanner

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

O Ódio no Brasil - Leandro Karnal


Um excelente vídeo que vai fundo nas origens e motivos do Ódio, Imperdível e necessário.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

E então, que quereis?... - Vladimir Maiakóvski

Fiz ranger as folhas de jornal

abrindo-lhes as pálpebras piscantes.

E logo

de cada fronteira distante

subiu um cheiro de pólvora

perseguindo-me até em casa.

Nestes últimos vinte anos

nada de novo há

no rugir das tempestades.

Não estamos alegres,

é certo,

mas também por que razão

haveríamos de ficar tristes?

O mar da história

é agitado.

As ameaças

e as guerras

havemos de atravessá-las,

rompê-las ao meio,

cortando-as

como uma quilha corta

as ondas.
(1927)

Vladímir Maiakóvski nasceu e passou a infância na aldeia de Bagdádi, nos arredores de Kutaíssi (hoje Maiakóvski), na Geórgia - Rússia. Lá cursou o ginásio e, após a morte súbita do pai, a família ficou na miséria e transferiu-se para Moscou, onde Vladímir continuou seus estudos. Fortemente impressionado pelo movimento revolucionário russo e impregnado desde cedo de obras socialistas, ingressou aos quinze anos na facção bolchevique do Partido Social-Democrático Operário Russo. Detido em duas ocasiões, foi solto por falta de provas, mas em 1909-1910 passou onze meses na prisão. Entrou na Escola de Belas Artes, onde se encontrou com David Burliuk, que foi o grande incentivador de sua iniciação poética. Os dois amigos fizeram parte do grupo fundador do assim chamado cubo-futurismo russo, ao lado de Khlébnikov, Kamiênski e outros. Foram expulsos da Escola de Belas Artes. Procurando difundir suas concepções artísticas, realizaram viagens pela Rússia. Após a Revolução de Outubro, todo o grupo manifestou sua adesão ao novo regime. Durante a Guerra Civil, Maiakóvski se dedicou a desenhos e legendas para cartazes de propaganda e, no início da consolidação do novo Estado, exaltou campanhas sanitárias, fez publicidade de produtos diversos, etc. Fundou em 1923 a revista LEF (de Liévi Front, Frente de Esquerda), que reuniu a “esquerda das artes”, isto é, os escritores e artistas que pretendiam aliar a forma revolucionária a um conteúdo de renovação social. Fez inúmeras viagens pelo país, aparecendo diante de vastos auditórios para os quais lia os seus versos. Viajou também pela Europa Ocidental, México e Estados Unidos. Entrou freqüentemente em choque com os “burocratas’’ e com os que pretendiam reduzir a poesia a fórmulas simplistas. Foi homem de grandes paixões, arrebatado e lírico, épico e satírico ao mesmo tempo. Suicidou-se com um tiro em 1930. Sua obra, profundamente revolucionária na forma e nas idéias que defendeu, apresenta-se coerente, original, veemente, una. A linguagem que emprega é a do dia a dia, sem nenhuma consideração pela divisão em temas e vocábulos “poéticos” e “não-poéticos”, a par de uma constante elaboração, que vai desde a invenção vocabular até o inusitado arrojo das rimas. Ao mesmo tempo, o gosto pelo desmesurado, o hiperbólico, alia-se em sua poesia à dimensão crítico-satírica. Criou longos poemas e quadras e dísticos que se gravam na memória; ensaios sobre a arte poética e artigos curtos de jornal; peças de forte sentido social e rápidas cenas sobre assuntos do dia; roteiros de cinema arrojados e fantasiosos e breves filmes de propaganda. Tem exercido influência profunda em todo o desenvolvimento da poesia russa moderna. (Boris Schnaiderman in "Poesia Russa Moderna", Editora Brasiliense, 1985).

Poema extraído do livro “Maiakóvski — Antologia Poética”, Editora Max Limonad, 1987, tradução de E. Carrera Guerra.

IN: http://www.releituras.com/maiakovski_menu.asp (acesso em 05/08/2015)

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Você está preparado para Amar? - Danny Marks


Oi, VOCÊ, posso tomar alguns minutos do seu tempo?
Eu poderia estar no bar bebendo cerveja com os amigos, correndo na praia, lendo um livro, vendo alguma série, ou até curtindo algum vídeo ou qualquer outra bobagem no facebook. Mas estou aqui para lhe fazer umas perguntas. Você REALMENTE lê autores nacionais? Você já deu oportunidade para um novo autor? Tá, eu sei que livro custa caro. Tem livro que custa o preço de uma entrada de cinema, que aqui onde moro está na faixa de R$ 25,00 a R$ 30,00. Tem livro que custa DUAS ou mais entradas de cinema e dá mais trabalho para entender a história. E o pior de tudo, quase ninguém comenta. Não dá para falar na roda de amigos, puxar um papo com aquela pessoa que você está a fim e parecer que entende do assunto.
Mas e se a coisa for diferente?
E se eu oferecer para você uma oportunidade de ser REVOLUCIONÁRIO? Se eu oferecer para você a oportunidade de pagar R$1,99 por um livro que todo mundo vai comentar? Ai a coisa fica boa, né?
Então faz o seguinte. Entra nos site da Amazon,  siga o link http://www.amazon.com.br/gp/product/B013198PYO e compra o livro AMOR, SEXO E OUTRAS TRAGÉDIAS do Danny Marks. Melhor, compra logo uns três de dê para os seus amigos. Divulga o link, DIVULGA o livro, agita a turma toda para que comprem o livro. Vocês podem criticar, elogiar, comentar, fazer o que quiser. Tem até um email para falar com o AUTOR no final do livro.
Tem um blog com mais de 6.000 visualizações por mês. Vai lá, fala com o cara. Faz ele ficar mais algumas horas longe do Face para responder para você, para pesquisar novos temas e fazer novas histórias.
O que tem de revolucionário nisso? Simples. Você vai estar AJUDANDO a formar novos leitores de livros BRASILEIROS com autores VIVOS. Vai estar ajudando o Ademir Pascale e a Fábrica de Ebooks a lançar novos autores de qualidade por um preço que só loja da china tem. Vai estar fazendo com que, em tempos que todos são escritores, você esteja promovendo LEITORES.
E não vem com essa história que não gosta de ler. Se fica lendo legenda de filme, se fica respondendo aquelas perguntas do face, se fica lendo o que seus amigos postam, então você gosta de ler qualquer coisa. Você pode fazer história promovendo um autor NACIONAL, um cara igual a você que o descobriu e revelou para as pessoas que CONHECE.
E convenhamos, quem não gosta de falar de amor, SEXO ou tragédia? Isso tudo é assunto POPULAR, e vai que aprende alguma coisa nova? Então está convocado, vai lá no site, COMPRA logo uns cinco livros, manda para os AMIGOS, para os inimigos, compartilha no face, faz um rashtag com #amor, sexo e outras tragédias no twitter. Mostra para a indústria da mídia que um autor NÃO PRECISA GASTAR uma puta grana de marketing para ser lido, e você não precisa gastar uma puta grana para ler livros de QUALIDADE.
Se você fizer isso, se todos os seus amigos fizerem isso, então AMOR, SEXO E OUTRAS TRAGÉDIAS vai bombar, e toda a renda será revertida para novos livros no mesmo modelo, porque o objetivo é apenas pagar para o pessoal que tem o trabalho de fazer o LIVRO, registrar, pagar a hospedagem no site.
Eu escrevo porque gosto, o meu prazer é escrever e vou continuar fazendo isso até morrer. Mas só vou voltar a PUBLICAR o que escrevo se houver gente interessada em ler o que escrevo, que sinta prazer em ler gente como eu. Porque SEM LEITORES NÃO HÁ ESCRITOR, e não tenho grana para ficar investindo em algo que ninguém quer.

Se você me conhece, sabe que eu não sou de pedir ajuda. Aceito ajuda, mas raramente peço. Mas agora estou pedindo. Entra nessa CAMPANHA. Divulgue o livro, ajude Danny Marks a ser um autor revolucionário que fez sucesso com a SUA ajuda. Leia os autores nacionais, tem um monte de livros de graça que ninguém nem pega porque não está pagando, então não deve valer a pena, mas VALE. Vamos escrever uma nova história juntos. Mas antes de mais nada, responda: VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA AMAR?

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Coluna D2 entrevista Danny Marks


O reporter da Coluna D2 entrevista com exclusividade para o Retratos da Mente, o escritor Danny Marks que fala de sua carreira, sobre o Fazer Literário, personagens, Humanismo, Nietzsche, literatura e muito mais.
A entrevista na integra está em http://www.osretratosdamente.blogspot.com.br/p/exclusivo.html
Não perca.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...