quinta-feira, 31 de março de 2011

VIDAS PEQUENAS - Rogério Camargo



As vidas que se escondem na miséria,
que têm um medo enorme de sair
à luz do sol e nunca se dão férias
da vigilância feita pra fugir;

as vidas que sucumbem na matéria
como se não houvesse pr’onde ir,
levam consigo tanta coisa séria
que matam a vontade de sorrir.


As vidas que no escuro fazem ninho,
que apenas tropeçando no caminho
conseguem dar dois passos vacilantes

são vidas acabadas mesmo antes
de haver algum começo, e o mais mesquinho
é o quanto se comparam co’s gigantes.

ROGÉRIO CAMARGO 
31.03.2011
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...