terça-feira, 7 de junho de 2011

NU - Rogério Camargo

Ter a coragem de mostrar-se nu,
de desabridamente despojado,
apresentar aquilo que for tu,
sem recear que venha a ser julgado. 

No julgamento há o medo do ostracismo,
de ser dos outros todos afastado.
Fingir, então, é profissionalismo,
recurso pobre mas juramentado.

Ter a coragem de deitar os muros,
tirar as máscaras, baixar as cercas,
e ser apenas mesmo o que tu és.

Os fingimentos tornam-te inseguro.
Daí que quanto mais deles tu percas,
mas surge um homem sobre esses teus pés.
07.06.2011

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...