terça-feira, 11 de setembro de 2012

Uma pedra em meu caminho – Danilo Ferreira dos Santos




Todos os dias pego o mesmo caminho
e sempre vejo aquela pedra:
parada, fria e pequena.
Não tão pequena, porque
todos os dias ela me faz tropeçar.
E todos os dias eu pego o mesmo caminho
e sempre vejo aquela pedra.
Mas é assim, tropeçando naquela pedra,
que eu sei que estou no caminho certo.

Danilo Ferreira dos Santos
10 Ensino Médio da escola Treinasse - Santos.


-----------------------------------------------------


Danilo é meu aluno em Técnicas de Redação e Literatura.
Esta é a minha homenagem ao seu talento e sensibilidade porque nem sempre serão os grandes escritores, poetas, filósofos, a produzir as mais belas palavras, mas sempre serão grandes pessoas a traduzir-nos a alma, através delas. 

Danny Marks


Imagem: Pedra da Cabeleira - Portugal


No Lugar dos Tambores, próximo da aldeia de Chãs, ergue-se uma enorme pedra granítica onde se assiste à celebração do Equinócio - a única altura do ano em que o Sol ilumina a Terra de igual forma no hemisfério Norte e no hemisfério Sul. Uma espécie de calendário solar celebrado em rituais ancestrais, cheios de misticismo e beleza.
O enorme penedo está orientado no sentido nascente-poente e possui uma gruta em forma de semi-arco, com cerca da 4,5 metros de comprimento, que é iluminada no seu eixo no momento em que o Sol se ergue no horizonte, proporcionando uma imagem invulgar.
Este rochoso planalto situa-se sobre o Vale da Ribeira de Piscos, em cujo curso se situam alguns dos principais núcleos de gravuras rupestres classificados como Património da Humanidade.

(IN: http://aboutportugal-dylan.blogspot.com.br/2009/03/pedra-da-cabeleira-n-sr-v-n-de-foz-coa.html)
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...