quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Paria Amada - Danny Marks



Ouviram do Ipiranga às margens plácidas,
De um povo heróico o brado retumbante...

Socorro, pega ladrão! Roubaram o meu país
Colocaram uma bola vermelha no meu nariz
Vieram com discussão, pra modernizar.
Neoliberal, Globalização, onde eu vou parar
Criaram monopólio, automação, livre negociação.
Levando dinheiro na cueca e o povo sem um pão.

Se tu és brasileiro
O que foi que eu te fiz?
Mudou-se pro estrangeiro.
Deus! Me conta, me diz...

Mistura de raça e cor, credo e crença.
Unidos pela dor, vitimas da indiferença.
Heróis anônimos lutando pra sobreviver
Trabalho de sol a sol sem ter o que comer
Sem estudo, emprego, projeto de vida.
Na musica, futebol, carnaval, busca-se saída
Ladrão não tem rosto, desgosto, imposto, refém
Branco, preto, amarelo. Rico, pobre, classe média também
Honesto? Pode ser, ninguém sabe. Quem é quem?

Se tu és brasileiro
O que foi que eu te fiz?
Mudou-se pro estrangeiro
Deus! Me conta, me diz...

Verdadeiro filho, no colo brasileiro.
É o que sonhou, neste solo, criou raiz.
Mesmo nascido estrangeiro
Só aqui, neste país foi feliz
Te fizeram pátria, te fizeram Paria
Deste mundo insensato
Se te amo?  Isso também é fato
Aqui já teve guerra, ditadura, revolução.
Chega de sangue, chega de ódio meu irmão.
Aprende a ser filho desta terra
me livra da corrupção.
Um sorriso na cara
tira a tristeza do coração.
Se neste país não posso viver
Em outro não vou querer, não e não.
Não escolhi onde nascer, mas posso...
Sim, eu posso escolher onde morrer...

Se tu és brasileiro
O que foi que eu te fiz?
Mudou-se pro estrangeiro
Deus! Me conta, me diz...

...Mas se ergues da justiça a Clava forte
Verás que o filho teu não foge a luta
Nem teme quem te adora a própria morte
Terra adorada
Dentre outras mil és tu Brasil
Ó pátria amada
Dos filhos deste solo és mãe gentil
Pátria amada, Brasil.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...