sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Solidão – Danny Marks



A solidão é como um fantasma
que é feio
        É feio e duro
                      duro como um muro
que te cerca
que cerceia
empareda o Si Mesmo
em um buraco que cresce
para cima
para baixo
e se fecha
deixando um lado
                   de lado
                        lado de cima

A solidão é como um fantasma
que assombra
     a sombra
     a sombra do vazio
que nos envolve
               revolve
o interior, de fora não se vê
Você vê?
Veja você, sim
Por que dói assim?
Veja...você.

A solidão é um fantasma
e é frio
é feito rio
que afoga em prantos
mas não mata a sede
        não mata
                     nem cede

A solidão é um fantasma
Que é feito sólido
            feito só
                         lido
                 não lido, analfabeto
Incomunicável, não visto
(in) vejavel

É como um fantasma
Que deixa um lado de lado
                                        lado de cima
Precisa ser exorcizado
                                        lado de cima
Por uma luz que ilumine
                                        lado de cima
Por um abraço em Si
                                        lado de cima
Para que não se abandone
nunca mais
acompanhado da alma
que sempre viveu, mas nunca conheceu
Solidão.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...