segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A morta - Lariel Frota


Pensavam a ex princesa morta, ela mesma sentia-se assim. Sob o peso de toneladas de adjetivos, substantivos, hifens, parágrafos, travessões, parecia não respirar. O principe outrora encantado, já não se interessava pelas formas arredondadas, aos poucos a pobre se deixou ficar soterrada em sonhos. Um dia no entanto, um caminhante se aproximou, carregou pra longe alguns adjetivos, abanou o rosto sem vida com um leque de substantivos e por um momento mágico abraçou o corpo sem vida. Rompendo o manto maternal e atirando longe a coroa da longevidade, a mulher surgiu repleta de vida e de desejos, ávida por um pouco de amor e loucura, mas foi só uma fagulha de tempo, voltando a se fingir de morta ela aguarda, já não sob tantos adjetivos, o próximo encontro.

Lariel Frota
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...