terça-feira, 28 de agosto de 2012

Uma História de Verdade - Danny Marks

 Em um lugar qualquer de um tempo tão comum que nem precisa ser mencionado ocorreram os fatos que agora são narrados.
            Verdade vivia naquele lugar fértil onde cultivava com Trabalho, seu grande amigo, um pomar de deliciosos frutos.
            Fartura, prima distante de Verdade, passava os dias por lá aproveitando os frutos da Verdade.
            Onde estava Fartura sempre aparecia o Orgulho. Este adorava dar ordens e contar histórias grandiosas a respeito de si mesmo, mas não se entendia com o Trabalho.
            Nesse lugar também morava Necessidade, uma moça inteligente e esforçada que levava uma vida triste. Do breve romance que tivera com Destino, rapaz afoito e descuidado, resultara Vergonha, uma menina muito bonita e sapeca, cujo maior prazer era deixar desconfortáveis os desavisados. Era só alguém se distrair que logo vinha a Vergonha para incomodar ao revelar segredos.
            Quando Destino foi emboras em busca de aventuras, sem se importar a quem seus atos afetavam, Necessidade teve que sustentar a Vergonha sozinha.
            O fato é que eram poucos que suportavam a Vergonha, somente a Verdade era capaz de encarar a peralta garota e coloca-la no seu devido lugar. Quando a Verdade aparecia, a Vergonha ficava quieta, sem incomodar ninguém, quase nem se notava a sua presença. Porém, tão logo a Verdade se ausentava lá vinha a Vergonha incomodar a todos sem dó nem piedade.
            Ainda assim, aquele era um ótimo lugar para se viver e todos se sentiam felizes. Até que Inveja resolveu se estabelecer por lá.
Inveja tentava ser igual a todos, mas nunca se esforçava no que fazia e acabava com péssimos resultados. Seu maior desejo era se casar com Sucesso e com ele acabou tendo uma filha, Cobiça.
Mas tão logo a Cobiça começou a crescer, o Sucesso fugiu com a Fama em busca das maravilhas que Destino lhe dissera existir em outros lugares. Boato, primo de Inveja que sempre estava a correr e a se interessar por tudo que era dito, contou ter ouvido que a Verdade era a culpada do desaparecimento de Sucesso, pois toda vez que ela aparecia o Sucesso começava a agir de forma estranha. Provavelmente devia-se ao Sucesso os resultados bons que a Verdade alcançava. Boato alegara sempre os ver juntos e na certa tinham um caso.
            Cobiça de tanto ouvir a Inveja, culpar a Verdade pelo fracasso dos seus planos. Criou um ódio mortal pela Verdade, e jurou que um dia se vingaria.
            Inconformada com o abandono do Sucesso resolveu encontra-lo a qualquer custo e para tanto foi em busca do Destino, mas acabou por encontrar a Mentira.
            A Mentira era uma jovem atraente, sedutora, que a todos encantava a primeira vista, mas decepcionavam-se quando percebiam que ela possuía um poderoso veneno que destruía a quem atravessasse o seu caminho.
Boato dissera certa vez a Cobiça, que a Verdade possuía um segredo e quem o descobrisse seria muito, muito grande. Esse era o sonho secreto da Mentira: crescer, crescer muito, assim ninguém mais diria que ela tinha pernas curtas.
            Mas Mentira nunca encontrara a Verdade até que a Cobiça revelou essa importante informação. Imediatamente Mentira e Cobiça se juntaram em um plano terrível para roubar da Verdade todos os seus segredos e conquistarem o seu poder.
            Mentira não teve problemas em seduzir o Orgulho, que se dizia amigo de Verdade, e com sua ajuda atrair a moça inocente para uma armadilha.
            A Verdade, sem desconfiar da trama, caiu nas garras da turma sombria, que a envenenou e a escondeu no fundo de uma caverna, onde nenhuma luz entrava.
            Tão logo a Verdade ficou oculta as coisas naquele maravilhoso lugar começaram a definhar. Todos se tornaram desconfiados, agressivos, rancorosos, mesquinhos.
            Porém Vergonha logo percebeu que algo estava errado. Mesmo não gostando das broncas de Verdade, no fundo ela gostava de ter limites, pois isso a fazia ser melhor.
Desconfiada foi investigar para saber onde estava a Verdade, mas acabou levando uma tremenda de uma surra da Mentira que mandou a Vergonha para bem longe.
Vergonha toda machucada começou a gritar muito alto, até chamar a atenção da Necessidade que sempre estava por perto.
Necessidade sabia que somente a Verdade poderia acalmar a Vergonha e foi chamar a moça sem saber o que lhe havia ocorrido.
            Ao escutar a Necessidade chamando e a Vergonha gritando, a Fartura não aguentou e foi embora em busca do Sucesso.
            Vergonha tão logo viu o Orgulho que estava próximo do Trabalho, avançou sobre ele.
Orgulho, com medo da Vergonha que lhe caia em cima, confessou o que a Inveja, a Cobiça e a Mentira haviam-no obrigado a fazer.
            Trabalho imediatamente pegou o cavalo que o Destino deixara, e foi em busca da Verdade, e assim que a Vergonha e a Necessidade se acalmaram, o Orgulho aproveitou para fugir. Não queria dar o braço à torcer pela Vergonha.
            Quando a Inveja, a Cobiça e a Mentira viram o grande Trabalho que se aproximava deixaram tudo para traz e se mudaram dali para nunca mais voltar.
            Mas a Verdade ainda estava escondida, e ninguém sabia onde encontra-la.
            Vergonha então teve a brilhante ideia de pedir ajuda ao Amor. Somente ele, com sua imensa sabedoria, poderia perceber onde estava a Verdade, apesar de todas coisas que a Mentira pudesse ter feito.
            Com o Amor guiando seus passos, ficou fácil para o Trabalho achar a Verdade e trazê-la novamente à luz.
            Aos poucos a Verdade foi se restabelecendo, mas envenenada pela Mentira nunca mais foi a mesma. Por vezes ficava triste, em outras, sombria e fria.
Nesses momentos o Amor era chamado e cuidava dela até que se fortalecesse novamente.
            O Orgulho acabou pedindo desculpas por seus erros e fez as pazes com o Trabalho. Verdade diz que ainda poderão ser amigos, mas a Vergonha está de olho para garantir que tudo fique bem.
            Boato disse, que A Inveja, a Mentira e a Cobiça fugiram para o mundo dos Homens, e que vivem tentando encontrar Sucesso e Fama por lá.
            A Necessidade voltou a se encontrar com Destino e ninguém sabe o que vai acontecer.
            Moral, nosso professor, queria deixar-nos uma de suas lições, mas a Vergonha, aproveitando que a Verdade está descansando resolveu aparecer, então melhor terminarmos por aqui.
            E assim nos despedimos até que a Verdade volte a aparecer.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...