sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Resenha “Eu, Fernando Pessoa – em quadrinhos” – Danny Marks



Eu, Fernando Pessoa – em quadrinhos
Susana Ventura e Eloar Guazzelli
Editora Peirópolis – 2013
Formato 20,5 X 27 cm
Páginas 72
Idioma Português
Disponível em Editora Peirópolis

           
Sempre se está a discutir o que é Literatura, quais os limites, quais os veículos mais adequados, e esse debate é importante. Porém, considero ainda mais importante a transposição possível entre os modelos de forma que permita o acesso aos grandes gênios da literatura àqueles que não conseguiriam alcança-los de imediato, sem uma apresentação prévia que indicasse caminhos possíveis.
          Uma obra de arte é capaz de transpor os limites da genialidade tornando-a acessível ao leigo, ao distraído, a outro gênio que possa encontrar-se enclausurado em sua própria visão. É assim que vejo este excelente trabalho da minha professora e amiga Susana Ventura e do ilustrador Eloar Guazzelli, uma obra de arte genial que faz a transposição da obra genial do Poeta Fernando Pessoa em uma linguagem acessível a todos.
          Dirão os interessados em capitalizar o conhecimento que não se pode considerar séria uma transposição da poesia complexa para uma HQ, como dizem que não é possivel considerar literatura a música. Pois que digam, a Literatura não se importa com esses debates de egos e interesses, segue leve como uma brisa a ser inspirada pelos que a compreendem e a transformam em suspiros.
          Eu, Fernando Pessoa, tem o lirismo poético, a sensibilidade, a força e a tragédia que impregnam a obra desse fantástico poeta que, de tão grande, não cabia apenas em si mesmo, tendo se dividido em heterônimos que nos alcançam, cada qual, com sua identidade e sensibilidade próprias. Susana Ventura consegue alinhavar trechos desta vasta obra em uma narrativa consistente e pungente, que nos serve de aperitivo para o banquete que se oferece, ou não, porque há liberdade em apenas apreciar o momento e degusta-lo intensamente.
          Nos traços de Eloar Guazzelli, reconstrói-se a narrativa enriquecida por sutilezas que proporcionam experiências sensoriais e cognitivas para além do que se imagina ser possível, a marca de uma obra de arte. Mais do que ilustrar a narrativa, as imagens oferecem possibilidades narrativas que ultrapassam as palavras e invadem o espaço onírico, lírico, habitado por heterônimos que nos transformamos por osmose, absorvendo e reinventando a identidade que nos faz Pessoa.
          As setenta e duas páginas deste livro são o portal e o passaporte que permitem alcançar um lugar insuspeito dentro de nós, onde habita a poesia e a Literatura não conhece limites ou formas que a contenham, apenas que a traduzam e possa nos dar a mão e nos conduzir de volta para casa, de onde saímos para ganhar o mundo e tentar compreender melhor o lugar que é nosso, enquanto o merecermos.
          Convido a todos a fazer parte desta aventura na sensibilidade narrativa que vai ultrapassar as fronteiras do tempo e das formas e nos colocar em contato direto com um espirito poético que tem encantado gerações, Fernando Pessoa, o poeta que conseguiu nos traduzir em versos e nos fez eternos, através dele.

         
          Sobre os autores:

Susana Ventura é doutora em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo. Professora e pesquisadora das literaturas de língua portuguesa, tem trabalhado em diferentes universidades do Brasil, Portugal e França, ministrando cursos e palestras. Autora de diversos livros, entre eles Convite à Navegação: uma conversa sobre literatura portuguesa.


Eloar Guazzelli é ilustrador e quadrinista, diretor de arte para animação e wap designer. Mestre em comunicação pela ECA-USP tem trabalhos publicados no Brasil, Argentina e Espanha. Entre os seus trabalhos está Túnel de Letras e O Rei de Pedra. Vencedor do prêmio HQ Mix na categoria Desenhista Revelação.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...