terça-feira, 24 de maio de 2011

FRIO - Rogério Camargo

Intensa, enorme reação ao frio.
Não gosto dele e deixo isso bem claro
tossindo seco, como num disparo
contra um inimigo em pleno cio.

Assanhadíssmo e com muito brio,
ele quer tudo, por demais avaro
de todos os espaços que declaro
serem ainda meus, num desafio.


É tudo dele e eu não me conformo
nas aparências, porque o corpo grita
como que estando à beira de um martírio.

Com isso o cotidiano bom deformo
e a vida, quase sempre tão bonita,
sujeita-se a seguir por um delírio.

ROGÉRIO CAMARGO
24.05.2011
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...