segunda-feira, 5 de março de 2012

A Viagem do Baú de Cassandra de Lariel Frota - Danny Marks

Não é fácil ser um escritor no Brasil, isso é um fato que todos sabem, alguns dizem que não é fácil ser brasileiro embora o mesmo povo diga, em sua sabedoria, que não desiste nunca.
Quando iniciei a minha carreira como escritor percebi as dificuldades de estar no mercado literário, de apresentar um material de qualidade para um público que ainda precisava ser conquistado, conhecer uma nova proposta literária.
Alguns percalços vencidos e fui convidado pela editora em que havia publicado meus primeiros trabalhos a organizar com o escritor Ricardo Delfin a antologia sobre o  fim do mundo que recebeu o título de Dias Contados (Andross).
Foi através desse trabalho que conheci a escritora e amiga, Lariel Frota, com o seu jeito simpático e maduro de viver a vida e escrever suas ideias. Foi difícil convence-la a mexer no seu texto para que formasse junto com outros dois textos de autores que não conhecia, uma trilogia de contos. Não porque a Lariel seja intransigenge, muito pelo contrário, é muito fácil lidar com ela, desde que se tenha argumentos convincentes para apresentar de forma a fazê-la mudar a sua opinião.
O sucesso de Dias Contados coroou o talento desses escritores iniciantes, mas com muito talento, e trouxe no seu bojo um presente para mim, o romance Baú de Cassandra de Lariel Frota.
Ela me pediu para analisar o seu trabalho e eu o fiz, apontando o retrabalho necessário para torna-lo melhor. Nenhum texto nasce pronto e o autor precisa da ajuda de leitores beta para avaliarem criticamente, de editores que promovam o enfoque e o direcionamento, e de uma editora que aceite apostar nessa obra e publica-la, divulga-la, dar o suporte nas vendas e na divulgação.
Quando recebi a incumbência de trabalhar como editor do selo de Ficção e Fantasia por uma outra editora, pensei imediatamente no Baú de Cassandra e entrei em contato com a autora para verificar se ainda havia a possibilidade de colocar esse que, acredito, será um best seller, à disposição do público. Havia.
Foi assim que o Baú de Cassandra ganhou o seu espaço no mercado literário, e hoje comprovado o meu diagnóstico da qualidade da obra e da autora que a criou, alcançou um novo espaço no mercado literário estrangeiro.
O Baú de Cassandra está no Salão Internacional do Livro e da Imprensa de Genebra! Graças ao espírito indômito desta autora, do seu talento não apenas para apresentar ótimas histórias, mas para dar lições e exemplos de vida.
Jacquelíne Aisenman, Editora Chefe da revista Varal do Brasil, diretora da Livraria Varal do Brasil,em Genebra, com sua habilidade e personalidade incomparável, conseguiu abrir espaços para os autores brasileiros iniciantes em seu território natal, mas com talento comprovado em vários momentos, e fez valer através das parcerias estabelecidas o lema de que a criatividade é o nosso negócio. Sim digo nosso porque todos os autores, editores, leitores, e amantes das letras em geral, utilizam-se desse recurso para conseguir cumprir os seus objetivos.
Quem lê, quem escreve, quem ama a literatura a ponto de investir nela como uma expressão fundamental do espírito humano, sabe que criatividade é o que nos tornou a raça dominante em meio a um ambiente inóspito. Foi a criatividade que nos tornou humanos de fato, diferenciando-nos de outros animais.
E essa mesma criatividade é que impregna o trabalho de cada profissional que se apoia em textos, em conhecimentos transmitidos através das gerações, e que nos faz avançar rumo a espaços inexplorados.
"A verdade está lá fora" diz o slogam de uma famosa série, e podemos afirmar que assim é.
A verdade, por ser tão grande e tão permanente, ultrapassou as fronteiras conhecidas e conquistou novos mundos, novos olhares, novas formas de se ler e que remetem à sua origem sem perder jamais a sua força transformadora.
Se as vezes é necessário lançar-se o olhar ao longe para que se possa ver o que estava tão perto de nós, então que seja este o espelho em que podemos admirar o encanto produzido por nossos escritores, e que nos sirva de lição os seu arrojo, a sua coragem para vencer os obstáculos com a criatividade que os torna realmente especiais e imprescindíveis para nosso futuro como humanidade.
Que o Baú de Cassandra, ultrapasse os mares e aporte em novas terras com as lembranças, as vivências, a força e o exemplo da criatividade de Lariel Frota, e que possamos ver novos prognósticos de um futuro que está sendo escrito e será lido por todos nós, cada qual a sua maneira, no seu estilo, mas transformando o mundo em que vivemos.
Parabéns, Lariel Frota e autores que embarcaram nessa jornada. Parabéns, Jacquelíne Aisenman por ter tido a visão oracular e ter acreditado nesses talentos, abrindo-lhes espaços na Suíça e no mundo.
Me sinto orgulhoso de ter colaborado com a minha parte para tornar essa história mais uma das maravilhas que a humanidade produz, através do seu dom único e incomparável: A Criatividade.

E que os Deuses nos abençoem a todos, porque do resto, cuidamos nós.


Visite o site da Varal do Brasil:
http://www.livrariavaral.com/fr/bau-de-cassandra.html

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...