sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O PLANO - Danny Marks


                O Cabeça está morto. É o que estão dizendo.
                Um murmúrio baixinho que vai ganhando força.
Começou com vocês, do seu lado. Eles até pensaram que era um plano dos meus, mas não. Agora até Eles estão pensando assim, há algum tempo. Os meus talvez pensem, mas não vão falar, nem mesmo pensar, na minha presença.
Ninguém sabe do Plano. O Cabeça nunca revelou. Não há como saber se ainda está valendo, se sobreviveu. Dentro de algum tempo isso não vai importar tanto.
Dentro de algum tempo vai haver guerra. Coisa feia, inevitável. Todas são assim, para os que desejam a guerra. É isso que acontece quando as informações são limitadas, as escolhas reduzidas na ilusão de livre arbítrio.
Quantos realmente tiveram isso? Entre os meus, os Deles, entre os Seus? Não muitos, e sempre deu merda.
Deveriamos ser diferentes, todos nós, escolhidos de lugares e tempos distintos. No entanto as escolhas vão se reduzindo e nivelando a todos em qualquer lugar.
Seria esse o plano? O Cabeça nunca disse o que esperava de nós, o objetivo. Apenas ordens aqui, ali, lá. Faça isso!
Não dá pra discutir com o Cabeça. Ninguém mais tenta.
De tempos em tempos um de vocês é escolhido no mesmo sistema que nós fomos. Uma formula simples de deslocação completa. Esse é o modelo, alguém não muito próximo do inicio, não muito próximo do fim, suficientemente distante do ponto de atuação para não haver um vinculo genético, emocional, de reconhecimento.  Nada.
Sem vínculos, é melhor quando se explode a limitação e se dá o poder de escolha livre.
Vocês nunca notaram.  Alguém que nasceria morto é salvo e levado para outro lugar, outro tempo, outra família. Alguém que deveria existir de uma forma é ressincronizado para aceitar o Coringa, é como os meus chamam. Eles chamam de Desajustado. Fora do Plano, fora de controle Deles.  Só o entorno que não, no inicio.
Se alguém percebesse eles dariam um jeito de ajustar as coisas. Forçar o Plano a aceitar o Desajustado. Alterar memórias, plantar dúvidas, alterar os fatos se necessário. Eles fazem um trabalho perfeito.
Tem que fazer ou os meus entram em ação.
Nós limpamos a merda que Eles fazem, limpamos as merdas que Vocês fazem, vigiamos os vigilantes e ajustamos as coisas. Do nosso jeito.
O Cabeça não gosta disso, mas foi para isso que ele nos trouxe, para sermos odiados e manter as coisas nos eixos.
Todos Eles seguem as ordens do Cabeça sem pestanejar, todos Vocês seguem as opções que o cabeça deixa pra vocês, sem perceber que estão limitados a isso.
E quando alguém sai da linha, Nós entramos em ação.
Alguns acabam passando para o lado de cá, mas a maioria apenas desaparece como sujeira diluída escorrendo pelo esgoto, realimentando o sistema.  Essa é a parte do plano que todos sabem e são obrigados a aceitar. Quando as dúvidas crescem a guerra acontece e dura o bastante para que muitos desapareçam e o equilíbrio seja restabelecido. O Cabeça só assiste.
Eu fui escolhido na primeira Guerra. Contive a segunda, e já sinto o cheiro podre da terceira se aproximando.
O Cabeça deve estar morto, o plano deve estar morto, todos devem estar mortos em breve. É o que andam pensando, e começam a dizer.
Não os meus! Estes sabem o que acontece quando se faz merda. Do lado de Vocês, apagamento, ressincronização; do lado Deles, podem acabar aqui ou desaparecer. Do nosso lado... não, ninguém se atreveria.
As coisas tem sido bem simples até agora.
Vocês pensam que agem, Eles vigiam e os fazem continuar pensando que são livres. Nós vigiamos todos vocês e limpamos as merdas que fazem.  E o Cabeça olha tudo, escreve o Plano, dá ordens. Reescreve tudo se for preciso e depois ordena.
O Cabeça ordena.
Agora o cabeça está morto e o Plano que ninguém conhece pode estar perdido.  O que resta? A guerra? Sem um Plano até mesmo isso fica sem sentido, desapareceria tudo antes que houvesse uma solução. Sem Plano não tem solução. Sem o Cabeça não tem um Plano, e eu preciso dar um jeito nessa merda toda. Colocar as coisas nos eixos.
Seria fácil se eu tivesse aquilo que Vocês acreditam possuir, mas só tenho duas escolhas. No fim, tudo se resume a escolher um lado.
É melhor você escolher o seu. Não importa mais o Plano.
O Cabeça agora sou EU!!!

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...