sábado, 30 de maio de 2015

Homenagem à um desconhecido - Danny Marks (21/10/1982)


Olhem para ele acorrentado naquele banco
Aquele que sempre acreditou na liberdade
Vejam seu rosto, está triste
E a muitos fez sorrir
Está sozinho, sem ninguém,
quando outrora estendia a mão a todos
Observem, não sabe o que fazer agora
porém no passado pregava a compreensão
Vejam como sofre
o que antes sempre consolou aos outros
Não sabe para onde ir
mas vivia a mostrar novos rumos
Não consegue compreender nosso desprezo
pois sempre desejou a igualdade para todos
Vejam suas roupas, sujas e rasgadas,
e ainda diz possuir a maior das riquezas
Observem como curva a cabeça diante de nós
mas proclama uma força maior do que a do dinheiro
Olhem bem, ele vira a outra face para que a esbofeteiem
e ainda diz possuir a maior das sabedorias
Lá está ele no banco dos réus
O maldito culpado
Culpado sim, mil vezes culpado,
aquele que neste mundo de ódio
tentou amar....



Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...