quinta-feira, 22 de março de 2012

(Sem Título) - Lariel Frota


Página a página, qual etapas da vida
O livro é devorado na alta madrugada.
Gotas de  balsamo sobre as feridas
Do insone solitário, no banco da calçada.
Fruto de mãos desconhecidas
Pontos, vírgulas, aspas, retiscências
Parágrafos, linhas, travessão.
Metáforas, pleonasmos, silépses
Ponto final?
 .... de interrogação.

Horas caraminholantes de Cláudio Augusto - Lariel Frota


-Olá! Lição de casa? Não quero atrapalhar.
-Não...tô só rabiscando à toa.
-Já sei, pensando no campeonato de video game, semana que vem?
-Chiiiii, errou feio...bom, mais ou menos. Tem a ver com o colégio. Vô, sabia que tem revista só de mulher pelada? Meu amigo levou uma  do pai dele escondido, ficou todo mundo rindo com cara de besta. Não vi nada engraçado, então fui falar com meu pai.
-Daí?
-O papai falou que quando eu ficar maiorzinho também vou gostar dessas revistas. Falou de alegria, brincadeira, só coisa gostosa, mas que tem hora certa pra acontecer. Daí pra variar, fiquei todo atrapalhadão.
-A explicação do seu pai não foi suficiente?
-Não é isso vô! O problema é que depois tive uma aula de meio ambiente e outra de religião.
-Agora quem tá atrapalhadão sou eu, embaralhou tudo.
-Vô , DEUS faz tudo direitinho né, o corpo da gente funcional legal ....então porque ele colocou a  área de lazer perto da rede de esgoto?

terça-feira, 20 de março de 2012

Ao Outro - Anna Amorim

Quando sua palavra era um bofetão, eu nem andava
Quando andei,  foi pelas ruas feito doida, sem chegar
Quando cheguei, pensei ser tarde
Sempre é tarde, há uma corrida contra o tempo
E o tempo vence qualquer sonho
Mas será isso verdade? 
Eu que passei anos, trancada à porta e o refúgio era um espanto,
Danei a andar...
Disseram-me que a verdade não existe, e logo eu, que andava rastreando. Fiquei confusa
Verdade existe,  só não A verdade
Tudo num simples artigo indefinido
Formo outra e o movimento que é o contrário da paralisia, também paralisa.
Se está na voz do outro,
que de mim sabe quireras, consome parcelas
Perco contornos, desfaço adornos, quebro espelhos e espelhos
Onde estás?
Dentro de mim parte algo
Se também sou palavra, também sou Outro. 
  
Anna Amorim, 1997 

Para ler mais:  http://palavrademulher-annaamorim.blogspot.com.br/

sexta-feira, 16 de março de 2012

ANIVERSÁRIO - Lariel Frota


A cada ano ao dobrar a esquina do tempo,
Reencontro a figura, vestida de vermelho,
As vezes sorrindo, outras em sofrimento,
Enigmática me enfrenta, presa no espelho.
Provoca risos, as vezes,  tormento.
Anualmente desnuda minha trajetória.
Registra as rugas, os cabelos brancos,
E no silêncio da imagem refletida grita:
-Não me venha banhada em doloridos prantos,Você  é a responsável pela sua história!

Escrevendo por Brainstorm (tempestade de ideias) - Danny Marks


            Muitas vezes é necessário produzir um texto e não se tem ideia de por onde começar. Uma das técnicas mais produtivas neste caso é o uso de uma brainstorm, ou tempestade de ideias.
            Nesta técnica muito simples o principal é deixar fluir a criatividade, sem freios, para somente após algum tempo se definir o que é utilizável ou o que será descartado.
            O primeiro passo é descobrir qual o tipo de texto que se quer trabalhar, se é dissertativo, informativo ou texto livre.
            O segundo passo é descobrir o tema: o que será trabalhado no texto?
            A partir daí é simples, basta colocar em uma folha todas as idéias que tenham ou não vinculo com a idéia principal, mantendo na cabeça qual é o tema.
            Em alguns momentos vão aparecer frases ou palavras que não se relacionam diretamente com o assunto, por exemplo:
            Tema: Em março sempre chove mais que o resto do ano.
            Tempestade de ideias: chuva, alagamento, carro, skate, festa de fim de ano, presentes, escola, taxi, ônibus, ladrão, culpa do governo, etc.
            Neste ponto o texto assume a forma de um jogo em que o máximo de palavras deve ser inserido no mesmo sem perder a coerência e a coesão.
            Em um texto literário pode-se utilizar “vozes” de personagens narradores que assumem padrões de oralidade, o que confere um estilo diferenciado a produção.
            Utilizando-se a lista, o recurso de oralidade, e uma “voz” infantil, pode-se criar um texto que se assemelhe a este:

            “ Redação:  Em Março sempre chove mais que o resto do ano

Minha mãe diz que março é o mês das chuvas e dos alagamentos. Algumas pessoas aqui do bairro reclamam que a culpa é do governo por não resolver o problema. Eu sei de alguns que perderam o carro por conta dessas enchurradas, que é como chamam aquela chuva que transforma a rua em um rio. Esses estão indo trabalhar de taxi ou de ônibus. Eu sempre vou de ônibus para a escola.
            Meu professor falou que chuva não é desculpa para faltar as aulas, quer todos presentes porque a educação é o que separa um cidadão de um ladrão. Para ser bandido não precisa estudar muito.
            Acho que quem levou o meu skate na pracinha não foi a escola e agora fica roubando as coisas que ganhamos na festa de fim de ano.
            Meu pai disse que se eu estudar bastante posso ter um bom emprego.
Eu vou querer ser político para resolver o problema dos alagamentos ou então policial para prender os bandidos que roubam os brinquedos das crianças.”

            Escrever não é tão complicado quanto pode parecer a princípio. Basta ir treinando e aprendendo os recursos que permitem com que se possa expressar as idéias de forma clara e objetiva.
            O grande medo da maioria das pessoas é o mito de que, para ser literatura, um texto tem que ter a imponência de uma sinfônica, o conteúdo de um filósofo grego e a estrutura de um edifício. Esquecem que o principal objetivo da literatura é divertir.
            As grandes obras literárias nasceram para levar entretenimento ao público, transportando-os para outros lugares, imaginários ou não, e apresentando-os a realidades possíveis ou impossíveis, em vôos de imaginação e criatividade.
            Nenhum escritor nasce pronto, nenhum texto nasce acabado, todos precisamos ir nos aprimorando e melhorando sempre, através do estudo e da prática, mas a literatura é uma das poucas criações humanas totalmente acessível a todos que queiram se expressar e transmitir as suas ideias de forma criativa.
            Criatividade é o nosso negócio e fazer um mundo melhor, o nosso objetivo.

Baile Ousado – Alunos Treinasse*



— Eai, parça! Tô sabendo que vai ter um baile Funk hoje, tá ligado?
—Pô, tô sabendo, mas teve uma enchente na quebrada, né não? Escutei lá no rádio da comunidade.
— É, tô sabendo; mas vamos chegar lá com mó ousadia, véi! Vamos fazer mesmo assim.
— Se liga então, vou levar uns discos de vinil do John Travolta e depois vamos tocar discoteca.
— Pô, discoteca? Discoteca não é música, parça!
— Claro que é música, parça. Tá ligado que música é arte?
— Será que sim, será que não? Sei lá, véi, vai rolar na ousadia mesmo?
— Claro que sim. Aí vai ter muita dança e muita rima no bagulho, tá ligado? Vai ser Zika.
— É isso ai, só na ousadia, parça!

* Produção coletiva dos alunos de ensino médio Treinasse:
Alice Keiko Duarte Salles
 Bruno Macedo Sacco
 Danilo Ferreira dos Santos
Davi Ribeiro Pelonha
 Lucas Velho Gomes
 Matheus Lopes da Silva
 Rodrigo Vaz Silva
Thaís Carvalho dos Santos
 Vinícius Batista de Sousa
 Júlia do Prado Milhoratti
 Larissa Ramos Ribeiro.

Técnicas utilizadas:
Desenvolvimento coletivo de idéia central a partir de livre associação.
Recurso de Brainstorm (Tempestade de idéias)
Recursos de oralidade
Orientação: Professor de Tecnicas de Redação Escola Treinasse – Daniel Teijeira Claro.
Apoio: Blog  Os Retratos da Mente

quarta-feira, 7 de março de 2012

PROMOÇÃO DO SITE CRANIK (ADEMIR PASCALE) IMPERDÍVEL

MAIS UMA SUPER PROMOÇÃO COM OS LIVROS DA COLEÇÃO FANTÁSTICA PARA
BLOGUEIROS E LEITORES. DESCONTOS DE ATÉ 65%, AUTOGRAFADOS, COM MARCADORES
DE PÁGINAS EXCLUSIVOS E FRETE GRÁTIS. PROMOÇÃO VÁLIDA ATÉ O DIA 12/03
(SEGUNDA-FEIRA). CONFIRA:
 
TÍTULOS EM PROMOÇÃO:
 
- Draculea - O Livro Secreto dos Vampiros, volume 1: De R$ 29,90 por R$ 9,90
- Metamorfose - A Fúria dos Lobisomens: De 32,00 por apenas R$ 9,90
- Metamorfose - Os Filhos de Licaão, volume 2: De R$ 25,00 por apenas R$
9,90 (apenas dois em estoque)
- Sobrenatural - Contos Fantásticos: De R$ 25,00 por R$ 9,90
- No mundo dos cavaleiros e dragões: De R$ 27,00 por R$ 9,90
- Zumbis - Quem disse que eles estão mortos?: De 25,00 por R$ 9,90
- Encruzilhada, meu mais recente romance de R$ 25,00 por apenas R$ 15,00.
 
(ATENÇÂO: ADQUIRINDO QUATRO LIVROS DE QUALQUER TÍTULO DA PROMOÇÃO, VOCÊ
GANHA 1 EXEMPLAR DO LIVRO "DRACULEA - O RETORNO DOS VAMPIROS, VOLUME 2".
VOCÊ PAGA 4 E LEVA 5. IMPERDÍVEL)
 
Para mais informações e para selecionar os livros que você deseja

segunda-feira, 5 de março de 2012

A Viagem do Baú de Cassandra de Lariel Frota - Danny Marks

Não é fácil ser um escritor no Brasil, isso é um fato que todos sabem, alguns dizem que não é fácil ser brasileiro embora o mesmo povo diga, em sua sabedoria, que não desiste nunca.
Quando iniciei a minha carreira como escritor percebi as dificuldades de estar no mercado literário, de apresentar um material de qualidade para um público que ainda precisava ser conquistado, conhecer uma nova proposta literária.
Alguns percalços vencidos e fui convidado pela editora em que havia publicado meus primeiros trabalhos a organizar com o escritor Ricardo Delfin a antologia sobre o  fim do mundo que recebeu o título de Dias Contados (Andross).
Foi através desse trabalho que conheci a escritora e amiga, Lariel Frota, com o seu jeito simpático e maduro de viver a vida e escrever suas ideias. Foi difícil convence-la a mexer no seu texto para que formasse junto com outros dois textos de autores que não conhecia, uma trilogia de contos. Não porque a Lariel seja intransigenge, muito pelo contrário, é muito fácil lidar com ela, desde que se tenha argumentos convincentes para apresentar de forma a fazê-la mudar a sua opinião.
O sucesso de Dias Contados coroou o talento desses escritores iniciantes, mas com muito talento, e trouxe no seu bojo um presente para mim, o romance Baú de Cassandra de Lariel Frota.
Ela me pediu para analisar o seu trabalho e eu o fiz, apontando o retrabalho necessário para torna-lo melhor. Nenhum texto nasce pronto e o autor precisa da ajuda de leitores beta para avaliarem criticamente, de editores que promovam o enfoque e o direcionamento, e de uma editora que aceite apostar nessa obra e publica-la, divulga-la, dar o suporte nas vendas e na divulgação.
Quando recebi a incumbência de trabalhar como editor do selo de Ficção e Fantasia por uma outra editora, pensei imediatamente no Baú de Cassandra e entrei em contato com a autora para verificar se ainda havia a possibilidade de colocar esse que, acredito, será um best seller, à disposição do público. Havia.
Foi assim que o Baú de Cassandra ganhou o seu espaço no mercado literário, e hoje comprovado o meu diagnóstico da qualidade da obra e da autora que a criou, alcançou um novo espaço no mercado literário estrangeiro.
O Baú de Cassandra está no Salão Internacional do Livro e da Imprensa de Genebra! Graças ao espírito indômito desta autora, do seu talento não apenas para apresentar ótimas histórias, mas para dar lições e exemplos de vida.
Jacquelíne Aisenman, Editora Chefe da revista Varal do Brasil, diretora da Livraria Varal do Brasil,em Genebra, com sua habilidade e personalidade incomparável, conseguiu abrir espaços para os autores brasileiros iniciantes em seu território natal, mas com talento comprovado em vários momentos, e fez valer através das parcerias estabelecidas o lema de que a criatividade é o nosso negócio. Sim digo nosso porque todos os autores, editores, leitores, e amantes das letras em geral, utilizam-se desse recurso para conseguir cumprir os seus objetivos.
Quem lê, quem escreve, quem ama a literatura a ponto de investir nela como uma expressão fundamental do espírito humano, sabe que criatividade é o que nos tornou a raça dominante em meio a um ambiente inóspito. Foi a criatividade que nos tornou humanos de fato, diferenciando-nos de outros animais.
E essa mesma criatividade é que impregna o trabalho de cada profissional que se apoia em textos, em conhecimentos transmitidos através das gerações, e que nos faz avançar rumo a espaços inexplorados.
"A verdade está lá fora" diz o slogam de uma famosa série, e podemos afirmar que assim é.
A verdade, por ser tão grande e tão permanente, ultrapassou as fronteiras conhecidas e conquistou novos mundos, novos olhares, novas formas de se ler e que remetem à sua origem sem perder jamais a sua força transformadora.
Se as vezes é necessário lançar-se o olhar ao longe para que se possa ver o que estava tão perto de nós, então que seja este o espelho em que podemos admirar o encanto produzido por nossos escritores, e que nos sirva de lição os seu arrojo, a sua coragem para vencer os obstáculos com a criatividade que os torna realmente especiais e imprescindíveis para nosso futuro como humanidade.
Que o Baú de Cassandra, ultrapasse os mares e aporte em novas terras com as lembranças, as vivências, a força e o exemplo da criatividade de Lariel Frota, e que possamos ver novos prognósticos de um futuro que está sendo escrito e será lido por todos nós, cada qual a sua maneira, no seu estilo, mas transformando o mundo em que vivemos.
Parabéns, Lariel Frota e autores que embarcaram nessa jornada. Parabéns, Jacquelíne Aisenman por ter tido a visão oracular e ter acreditado nesses talentos, abrindo-lhes espaços na Suíça e no mundo.
Me sinto orgulhoso de ter colaborado com a minha parte para tornar essa história mais uma das maravilhas que a humanidade produz, através do seu dom único e incomparável: A Criatividade.

E que os Deuses nos abençoem a todos, porque do resto, cuidamos nós.


Visite o site da Varal do Brasil:
http://www.livrariavaral.com/fr/bau-de-cassandra.html

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...