terça-feira, 17 de abril de 2012

Descortina-me - Anna Amorim




Descortina-me
Pelas frestas do meu viver
Do meu abandono
Espera
Desejo
  
Tire meu batom com tua boca a escorregar nas delícias dos meus lábios carnudos
Abro a boca para tua língua
Desmancha meu cabelo ondulado
E faz a bagunça que queira da minha vida

Espero-te desde o mais longínquos dos tempos

Desde o tempo remoto de Adão quando fui banida a chegada da outra
E atravessei infernos e o deserto
Por este momento em que nua
Repouso ao teu lado.
  
Anna Amorim, 2010-2011
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...