quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Atravessa-me


Fantasia perdida no meu sonho atravessa minhas paredes, pele e poros
Palavras
Sou perdida
Vadia
Cria
Pede mais que lhe dou além
Além da vida e da morte
No momento que ambas se encontram, se eclipsam e confundem
Desveste minha roupa, minha pele
Bebe meu sangue
Que importa morrer de viver.

(Ana Amorim)
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...